domingo, junho 15, 2008


Lá se vão quatro...

0
Hoje eu não quero nada preto e branco e nem azul apenas. Nada de básico e nem fundamental. Eu quero mesmo é coisas multi-coloridas, coisas que acompanham a gente pela vida toda. Quero dias mais bonitos, dias de primaveras pela manhã com tardes outonais e noites de inverno, com direito a chocolate quente e beijo na boca de quem a gente ama. Porque as coisas coloridas são as mais legais justamente, porque não escolhem essa ou aquela cor, gosta de todas, acha que todas se combinam mesmo que fique esquisito.

Quero ter o prazer de escrever tudo o que sinto, todas as coisas que tenho vontade de falar mesmo que sejam as coisas tolas do clichê de todo dia, mesmo que sejam as coisas que todo mundo faz/fala/pensa/quer. Quero ser mais eu em cada vírgula, mesmo que vírgulas confusas em si, se elas seriam pontos ou apenas, vírgulas. Talvez ponto e vírgula, não sei. Dois pontos, reticências...

Ah.. reticências...

Eu quero mais metáforas, quero mais figuras e vícios de linguagem. Quero sim mais pleonasmos, chover no molhado e colorir o colorido... subir pra cima. O céu é o limite? Quero mais pontos de exclamação e menos interrogações. Quero menos pontos finais também.

Quero mais amigos e os quero mais perto de mim. Amor eu não posso pedir até porque eu já tenho um que, surpreendentemente, de certa forma, chegou por aqui. Então a gente pede pra que ele seja eterno enquanto dure e lembra que Clarice nos disse que a "felicidade é clandestina", não se pode sair alarmando por aí. Sim, sim. Não, não.

A gente deixa isso tudo pro caminho que é longo, porque "hoje eu só quero que o dia termine muito bem", a cada dia!

Feliz por estar há 4 anos nessa atmosfera fera!
Obrigada a quem tem coragem de me acompanhar!

Beijooooos

0 Comentando:

Postar um comentário