terça-feira, julho 15, 2008


Escrever, escrever..

3
Eu preciso escrever, eu preciso escrever qualquer coisa... uma coisa qualquer. Sem tema, sem definição, sem prestar atenção.. eu só preciso escrever. Sem seguir métricas, sem linguagem própria, mas respeitando o Português, não o rebuscado idioma e sim aquela coisa do tete-a-tete, do olho no olho... aquele tipo de coisa que pode ser trocada por um abraço ou um sorriso.. ou os dois.

Preciso porque as palavras fluem por meus dedos. De repente, ligou-se um fio ao cérebro e ele só pensa em falar, falar.. falar e eu escrevo, escrevo.. escrevo exatamente o que ele ordena. Ele é o chefe.. e que chefe!

Preciso escrever mais sobre meus medos e sobre as coisas que me fazem feliz. Preciso escrever sobre os meus sonhos e sobre os meus fantasmas. Sobre fantasias, sobre flores, tulipas.. desamores, desencontros do caminho.. quem sabe escrever histórias sobre um menino e seu ursinho de pelúcia, sobre amores, desamores.. uma menina e sua boneca? Não sei. Só sei do que eu preciso agora e agora eu preciso escrever.

Sem sons.

Só palavras,
sí-la-bas e
l e t r a s .

3 Comentando:

Eu, que não sou Chico disse...

Como eu disse no meu blog e acho que vale repetir, acredito que entenda tanto quanto eu essas palavras.

Escrever para mim, nada mais é do que deixar escapar. São sentimentos e emoções, que me fazem experimentar uma sensação única de liberdade.
É um impulso natural e necessário. Escrevo sem outras preocupações, o que estou sentindo e vivendo. O que sonho, e espero.

Bjo Bauer!

Clecia disse...

Escreva! Nós vamos amar ler seus escritos. Escrever faz bem. Escrever nos liberta. Bjos!

Júnio disse...

Passei pra deixar um beijo, moça.

Postar um comentário